Lupa Digital

Celular é aliado na hora de comprar com Descontos

Quem está sempre de olho em novidades para fazer compras com economia deve ficar atento para um importante aliado: o celular. Até mesmo quem não tem um smartphone de última geração pode aproveitar essa facilidade.

Existem programas de descontos que podem ser utilizados através de qualquer aparelho de celular. Você recebe via mensagens de texto as melhores ofertas e cupons de descontos para utilizar em muitas lojas pelo Brasil. Além disso, você também recebe SMS com dicas de planejamento financeiro. Assim, você conseguirá economizar e organizar seus gastos.

O que fazer com celular esquentando

Programa de descontos funciona em qualquer celular

É importante ressaltar que você não precisa ter um smartphone para receber as dicas no seu celular. Como os programas funcionam via mensagens de texto SMS, qualquer aparelho está apto a receber as informações.

Mas como funcionam esses serviços? Basta fazer o cadastro e começar a utilizar, recebendo dicas de descontos e de organização financeira direto no seu celular, para ajudar você a fazer seu planejamento familiar.

No programa de descontos estão reunidas as maiores lojas virtuais do Brasil. Após fazer o cadastro, você poderá usufruir de muitos cupons de descontos das principais lojas.

Esses cupons dão desconto sobre o valor total do produto, mas você só paga após a compra. Diferente do cupom de compra coletiva, por exemplo, que você paga antes de usar.

Celular esquentando O que Fazer?

O smartphone se tornou um item de primeira necessidade na vida moderna. Como ele é usado com frequência, por vezes em tempo integral, fazemos com que o aparelho trabalhe demais. Um dos sinais mais evidentes da sobrecarga é quando percebemos o celular esquentando. Antes de mandar para assistência técnica, faça alguns testes.

Celular esquentando: por que isso acontece?

Via de regra, celular esquentando é sinal de que ele está trabalhando acima da sua capacidade. A principal dica dos especialistas é retirar tudo o que não for necessário. Isso significa desinstalar aplicativos e tomar alguns cuidados na conservação.

Celular esquentando é sinal de que ele está trabalhando acima da sua capacidade.

O que fazer com o celular esquentando

Veja a seguir oito ações que vão trazer alívio para a sobrecarga no seu celular.

Retire as notificações

Aqueles avisos que aparecem na sua tela sempre que surge uma novidade podem fazer seu celular trabalhar mais. Como o objetivo é o oposto, é melhor desativar esse recurso.

Comprou aplicativo para Android e se arrependeu? Peça reembolso

Ajuste o brilho

Evite deixar o brilho da tela no nível máximo e reduza a intensidade, de maneira que você consiga enxergar. A iluminação excessiva diminui a vida útil da bateria.

Backgrounds animados

Eles são muito engraçadinhos, mas se enquadram entre os “devoradores de bateria”. Quer fazer um teste? Aposte no “pretinho básico”. Sim, o fundo de tela preto é o que menos consome recursos.

GPS para quê?

A menos que você passe o dia todo dirigindo, é melhor desativar o GPS.

Tire o que está sobrando

Celular esquentando também é sinal de que a sobrecarga de trabalho está afetando a bateria. Para aliviar esse sintoma, elimine os aplicativos que não esteja usando (eles podem consumir muita memória, superaquecendo o aparelho).

Desligue o bluetooth

O ideal é que o bluetooth seja ligado apenas quando você realmente precisar dele. Caso contrário, o seu celular fica emitindo um sinal constante. Isso também faz com que ele trabalhe muito além do necessário, e pode colaborar para o aquecimento.

Desative o wi-fi

Certo, você não vive sem internet. O seu telefone também não. Por isso, quando o wi-fi está ativado, ele passa o tempo todo procurando sinal. O resultado disso pode ser o celular esquentado.

Pacote de dados

Assim como ocorre com o wi-fi, quando não estiver usando, é melhor desativar oplano de dados da sua operadora. O motivo é o mesmo das outras aplicações: o aparelho fica o tempo todo tentando conectar. Imagine tentar se conectar a várias aplicações ao mesmo tempo. Impossível não acabar com o celular esquentando.

 

Entenda em que situações monitorar celular é considerado crime

 

Aplicativos espiões de Celulares: O que você precisa saber

A segurança dos smartphones passa por um controle do usuário em relação aos aplicativos instalados no aparelho. Dentre essas funcionalidades que podem trazer prejuízos estão os programas de espiões nos celulares. Entender como funcionam contribui para manter o seu dispositivo seguro contra invasões.

Principalmente por ataques de hackers e cibercriminosos, que visam acessar suas fotos, vídeos, contas bancárias e outras informações preciosas, necessita-se evitar que os aplicativos maliciosos cheguem até seu aparelho. Dessa forma, confira como funcionam os programas de espiões nos celulares.

Formas de espionagem

Primeiramente vale ressaltar que a prática de espionagem de celulares na grande maioria dos casos se configura como invasão de privacidade – e, consequentemente, crime. Contudo, alguns pais buscam ter controle do acesso dos seus filhos, enquanto por outro lado há hackers que visam ter informações preciosas contidas no aparelho.

Há duas formas de os programas de espiões nos celulares serem utilizados. São elas:

  • Feita por um usuário. Geralmente a pessoa, com o celular que quer espionar em mãos, instala o aplicativo que fará a espionagem e, conforme suas aplicações, deixa escondido do proprietário do smartphone, sem que ele perceba que está sendo espionado.
  • For um aplicativo. O segundo é quando o usuário baixa um aplicativo qualquer e, junto com ele, é instalado outro programa – também escondido – que obterá todas as informações da utilização do aparelho sem o proprietário notar.

Como funciona?

Com o aplicativo instalado, os programas de espiões nos celulares mostrarão uma série de dados e informações utilizados pelo usuário que está com o aplicativo instalado. No painel de controle é possível ter todas as etapas que a pessoa espionada acessou – variando de acordo com o programa instalado.

Entre as informações estão a localização em tempo real do celular (se o GPS estiver ligado), os aplicativos que a pessoa utiliza, as chamadas recebidas e efetuadas, os arquivos de imagens e vídeos, contatos, o histórico de acesso dos sites e, em alguns aplicativos, até mesmo as conversas de WhatsApp da pessoa.

Ou seja: os programas de espiões nos celulares funcionam escondidos dos usuários, permitindo que a pessoa que tenha o acesso remoto ao aplicativo – pais, cônjuges, outras pessoas ou hackers – possam acessar quase tudo. Em alguns casos, ainda, é possível fazer a gravação de chamadas telefônicas e ativar a câmera do smartphone.

Aspectos legais

Vale destacar que há aspectos legais sobre os programas de espiões nos celulares. As duas únicas permissões que não são crimes nesse caso é o monitoramento dos smartphones dos pais em relação aos filhos e grampos judiciais. Qualquer forma de espionagem sem o consentimento da pessoa se configura crime.

Função encontre seu dispositivo

Para aqueles que procuram rastrear a localidade do celular, o Google, possui um aplicativo chamado Encontre seu dispositivo, para celulares da plataforma online.

Qualquer outro app que prometa a mesma função, pode não ser tão eficiente quanto ao da própria produtora oficial do Android.

Perigos da espionagem

Por fim é preciso saber que ao instalar um programa de espionagem no celular de outrem, a própria pessoa que espiona pode ser espionada. Isso porque alguns aplicativos que ajudarão no monitoramento já vêm com malwares instalados no sistema do aparelho, fazendo com que ambos os celulares – de quem espia e quem é espionado – sejam vistos por um usuário malicioso.

Confira nossos artigos e tenha mais conteúdos de qualidade.

Aplicativo Caixa FGTS: Como consultar o Saldo do Fundo de Garantia

O Governo Federal anunciou a liberação do saque do FGTS para todos os trabalhadores. Nesta primeira etapa de pagamento, que vai de setembro de 2019 até setembro de 2020, poderão ser sacados o máximo de R$500,00 por conta do Fundo de Garantia.

Abaixo você confere como consultar o sado do seu FGTS pelo Aplicativo oficial da Caixa.

APP Caixa FGTS

  • Após o download do aplicativo no seu celular, selecione a opção “Para o trabalhador” e toque em “Primeiro acesso” para criar uma conta;
  • Toque em “Aceitar” para prosseguir e digite o seu número do NIS na janela pop-up
  • Preencha o cadastro e siga os passos mostrados no aplicativo para criar uma conta. Ao final, use o número do NIS e a senha configurada no registro para fazer login
  • O aplicativo mostra uma lista com todos os seus empregos com carteira assinada. Selecione um deles para obter um resumo do valor depositado. Clique em “Ver extrato” para obter mais detalhes
  • Confira o histórico de depósitos na sua conta do FGTS realizados por um empregador específico. Clique na seta na parte de cima para obter as suas informações pessoais, como número do PIS, carteira de trabalho e inscrição do empregador
  • Android – Link para baixar o aplicativo
  • iOS – Link para baixar

Confira as regras para liberação do FGTS anunciadas pelo Governo.

Fonte: Techtudo

Face App: aplicativo que envelhece

Aplicativo que envelhece as pessoas tem versões para smartphone Android e iPhone; veja como fazer a sua versão idosa.

O aplicativo FaceApp é conhecido por mostrar como seria seu visual com diferentes cortes de cabelo, estilos de barba, entre outras características. Nesta semana, ele voltou a fazer sucesso na internet graças a um efeito que mostra como serrá sua aparência quando envelhecer.

O aplicativo tem versão para smartphone Android e iPhone e o filtro de idoso pode ser usado gratuitamente. A edição paga do FaceApp dá acesso a uma série de recursos adicionais, mas a função de envelhecimento pode ser usada sem a necessidade da assinatura.

Veja o exemplo a seguir:

Como usar o efeito de idoso no FaceApp

O procedimento para usar o FaceApp para ver sua aparência de idoso é o seguinte:

  1. Procure o aplicativo FaceApp na App Store (iPhone) ou na Play Store (Android), faça o download e instale-o no seu smartphone;
  2. Abra o app, toque no ícone de câmera (que tem o símbolo de uma câmera fotográfica) e autorize o acesso do FaceApp à câmera do seu celular;
  3. Tire uma foto sua em um ambiente preferencialmente bem iluminado;
  4. Aguarde o processamento da imagem pelo aplicativo;
  5. No menu localizado na parte inferior da interface do app, selecione a opção “idade” e, em seguida, a opção “idoso”.
  6. Pronto, após o processamento da foto, que deve levar alguns segundos, você verá como será sua aparência de idoso e poderá compartilhar o resultado em redes sociais como Facebook, Twitter e Instagram.

https://play.google.com/store/apps/details?id=io.faceapp&hl=pt_BR

https://apps.apple.com/br/app/faceapp-ai-face-editor/id1180884341

Comprou aplicativo para Android e se arrependeu? Peça reembolso

Você navega pela Google Play Store, encontra um aplicativo para Android que parece útil, faz a compra e, quando vai utilizá-lo pela primeira vez, bate o arrependimento: não é exatamente o que você procurava ou o que parecia ser. Para não perder dinheiro, pode solicitar o reembolso. Mas é preciso ser rápido.

Reembolso de aplicativo para Android

Duas horas. Esse é o prazo estabelecido para solicitar o reembolso após a compra de algum jogo ou aplicativo para Android. Esse tempo funciona como uma espécie de test-drive do app, para que o consumidor possa avaliar sua real utilidade. Mas não é a única regra para conseguir o reembolso.

Outro ponto importante a atender é não ter realizado o procedimento antes com a mesma aplicação. Em bom português: se comprou pela segunda vez, ainda que tenha sido por engano ou esquecimento, você não terá o dinheiro de volta.

Veja um passo a passo para solicitar o reembolso de um aplicativo para Android:

  1. Abra a Google Play Store e acesse o menu principal no canto superior esquerdo da tela.
  2. Role a tela para baixo e selecione a opção Minha conta.
  3. Deslize até Histórico do pedido e encontre o aplicativo que acabou de comprar. Dentro do período de duas horas após a compra, estará disponível um botão com a opção Reembolso. Selecione-o.
  4. A ação abrirá uma caixa de confirmação do reembolso. Ao tocar Sim e cancelar a compra, o aplicativo para Android será desinstalado e você receberá o dinheiro de volta.

O reembolso é feito pelo mesmo canal de pagamento usado para fazer a compra original, levando de três a cinco dias úteis no cartão de crédito ou PayPal, um dia útil no caso de vale-presente, saldo de créditos ou saldo da Google Wallet e na próxima fatura, quando comprado direto com a operadora.

E se perder o prazo?

Você baixou, pagou, mas deixou para testar o aplicativo depois. Quando percebeu que não era o que queria, já se passaram mais de duas horas. Perder dinheiro é uma certeza? Ainda não.

Para solicitar o reembolso após esse período, é preciso entrar em contato diretamente com o desenvolvedor do aplicativo. Os dados normalmente estão disponíveis na página do app na Play Store e na própria aplicação. Caso não encontre essas informações, é possível contatar o suporte da Google Play via telefone pelo número 0800 724 8149.

Leia também

Aplicativos em ascensão

São mais de 1,4 milhão de apps disponíveis na Play Store. Entre players de vídeo e música, editor de fotos, serviços de streaming, jogos, lojas virtuais, redes sociais e tantos outros, os usuários de dispositivos móveis usam em média 26 aplicativos por mês. É o que mostra uma pesquisa desenvolvida pelo Instituto Nielsen.

O estudo revela que o tempo manipulando apps e a quantidade de aplicações utilizadas aumentou 65% entre 2011 e 2013, chegando a 30 horas e 15 minutos por mês. Além disso, a média de aplicativos abertos a cada 30 dias subiu de 23,3 para 26,8.

Com a crescente oferta e uso de apps, vale atenção redobrada na hora de escolher e baixar novas aplicações, sobretudo aquelas que são pagas. Para evitar o arrependimento e não errar na compra do aplicativo para Android, alguns cuidados são importantes.

Pesquise

Antes de fazer a compra, pesquise se não existem aplicativos gratuitos com as mesmas funções daquele que é pago.

Avalie

Além disso, veja as classificações e comentários de outros usuários sobre o app. Muitos possuem até mesmo vídeos de apresentação, mostrando as opções e funcionalidades do serviço, ferramenta ou jogo.

Teste

Por último, teste o app logo após a compra para que, caso não fique satisfeito, consiga o reembolso dentro do prazo.

Você já solicitou reembolso após compra de aplicativo para Android? Deixe seu comentário!

Aplicativos para ganhar crédito por testes são confiáveis?

Assim como os smartphones ajudam a agilizar a vida das pessoas, os apps são responsáveis por tornar mais produtivo o funcionamento desses celulares inteligentes. Encontrados nas lojas oficiais das empresas, eles podem ser gratuitos ou pagos pelo usuário. Mas já pensou se você começasse a ganhar para baixar aplicativos? É isso que sugerem algumas novas opções do mercado.

Como funciona a remuneração para baixar aplicativos

O brasileiro tem uma tendência a querer levar vantagem nas suas ações. Uma pesquisa da Confederação Nacional da Indústria pode atestar essa afirmação. Segundo os dados do estudo, 82% da população brasileira acredita que a maioria das pessoas age de forma a querer ser beneficiado de alguma forma com a atitude tomada.

Talvez esse seja um dos motivos pelos quais os apps de remuneração estão ganhando força no Brasil. Esse tipo de serviço convida os donos de smartphones a baixar aplicativos que ainda não estão disponíveis para o grande público. E esse é um procedimento padrão para a aceitação dos aplicativos nas lojas. A diferença é que, nesses casos, as pessoas recebem algo em troca para fazer isso.

Procure observar as avaliações e a origem do aplicativo, para garantir confiabilidade.

O tipo de remuneração depende diretamente da escolha dos donos do aplicativo. É possível receber valores financeiros, créditos para compra de novos aplicativos na loja virtual do aparelho, créditos telefônicos e até mesmo saldos em dados de internet para o celular. É preciso também que você pague um valor para baixar o aplicativo principal.

Mas, como em todos os meios da internet, é preciso tomar cuidado ao baixar aplicativos que prometem remuneração. Alguns deles não cumprem o que prometem. Pode ser que você pague pelo download do programa e não receba nada em troca depois de testar os apps. Procure observar as avaliações e a origem do aplicativo para garantir confiabilidade.

Baixar aplicativos em troca de crédito: 4 opções confiáveis

  1. mCent – É um descobridor de aplicativos. Com ele, você consegue acessar e baixar aplicativos novos para smartphones Android e ainda recebe por isso. O pagamento é feito através de tempo de conexão de dados no seu aparelho. O app retribui sua participação com créditos telefônicos, assim você se mantém conectado e ativo no programa.
  2. Shopkick – É como um aplicativo de recompensas. Ele tem parceria com diversas lojas e varejos de ramos distintos. Todas as vezes que você acessa uma loja através do aplicativo, ele começa a avaliar seu comportamento de compra. Dependendo de como você se sair, são gerados pontos de recompensa. Quando você acumula pontos suficientes, pode trocá-los por prêmios. Disponível para iOS e Android.
  3. Google Opinion Rewards – Esse é um dos aplicativos mais confiáveis, já que pertence a uma das maiores empresas de tecnologia e sistemas do mundo: o Google. Funciona assim, você dá suas próprias opiniões a respeito do Google e de seus programas. Em troca, você recebe créditos para comprar na Play Store, a loja de aplicativos da empresa.
  4. Rewardable – É um dos poucos que dá retorno em dinheiro. Você responde a uma série de perguntas, criadas por diversas companhias do mundo, a respeito de seus serviços. As questões são divididas em duas modalidades. Uma que você responde no smartphone e outra que precisa entrar em uma loja. Ambas geram dinheiro, que é pago via PayPal.

Aplicativos de celular para ajudar a organizar festas

Participar de festas costuma ser uma diversão, especialmente para os convidados. Mas para o anfitrião, por vezes, a alegria vem acompanhada de preocupações e o evento pode se tornar uma verdadeira dor de cabeça se não haver planejamento. Erros de cálculo de salgados ou de lugares para os convidados são contratempos que você pode evitar com a ajuda de aplicativos de celular específicos para a organização de eventos.

Aplicativos de celular calculam comidas e bebidas

Em artigo, a consultora de etiqueta Cláudia Matarazzo diz que algumas armadilhas acontecem por pura falta de planejamento ou prática, mas lembra que elas podem comprometer a festa. A profissional ainda considera que é possível evitar esses constrangimentos de uma maneira mais fácil do que parece, mas argumenta que isso requer um pouco de atenção.

Ao alcance da sua mão, conte com dicas para organizar eventos.

Para Cláudia, a falta de gelo, bebida ou comida pode ser uma das maiores gafes cometidas por um anfitrião. E nisso os aplicativos para celular podem lhe ajudar. Opções como o app da Elma Chips (disponível nos sistemas Android e iOS) ajudam a calcular a quantidade correta de aperitivos, com base no número de convidados, entre homens e mulheres.

Caso você tenha escolhido preparar os quitutes que serão servidos para os convidados, é importante ter cuidado para não perder o controle do tempo de preparo e cozimento de cada um deles. As diversas tarefas exigidas por uma festa podem tirar seu foco. Para garantir, você pode usar o Cookit Lite ou Thyme (em Android e iOS), um aplicativo que cronometra o tempo certo e ainda soa um alarme para não lhe deixar esquecer.

Se você escolher servir um churrasco ao invés de um simples coquetel, também pode contar com o auxílios desses aplicativos para celular. O Churrascômetro (em Android e iOS) é uma espécie de medidor, que leva em conta o horário do evento e o número de convidados, para calcular a quantidade certa de carne, linguiça, pães, farofa, refrigerante, cerveja e até acessórios, como guardanapos e copos.

Conforme Cláudia Matarazzo, os drinks ajudam a manter a animação e a conversa entre os convidados. Mas é preciso acertar no preparo e nas quantidades. Essa é a função do SOS Cocktail. A RedaBenh, desenvolvedora do aplicativo, anuncia que ele possui uma série de receitas variadas de coquetéis e imagens do resultado final de cada preparo, para que você acerte na produção.

Você vai se interessar por:

Sofre de dependência do celular? Veja apps para ajudar na desintoxicação

Baixar aplicativos e ganhar crédito por testes é confiável?

Organização por aplicativos de celular

Mas pode ser que o seu evento seja maior do que uma simples recepção caseira para os amigos e esse tipo de festa exige ainda mais atenção e cuidado, com detalhes como confirmação de presença e lugares para todos os convidados sentarem. O Meu Evento é um desses aplicativos para celular que lhe ajuda a organizar todos os detalhes.

Você pode escolher o tipo de evento, variando desde confraternizações até festas de casamento, selecionar a data e começar a planejar. É possível cadastrar os fornecedores, criar tabelas com os valores a serem pagos e as datas de vencimento das parcelas, inserir a lista completa dos convidados e fazer um resumo financeiro, para saber quanto ainda falta dos valores totais a serem pagos.

No mesmo sentido, a 8D Digital criou o Fábrica de Casamentos, uma lista de tarefas para noivos e noivas. Ele avisa quantas atividades ainda estão pendentes, divindo-as entre preparativos com convites, festa, cerimônia, cartório, trajes, beleza, lua de mel, núpcias e a organização da residência para o retorno dos recém-casados.

Gostou das dicas de aplicativos para celular para o seu evento? Compartilhe!

4 aplicativos para economizar bateria no Android

Você já trocou de smartphone, buscou aparelhos de marcas diferentes, mas segue enfrentando um problema comum a todos os modelos: a pouca autonomia de carga. Embora a tecnologia avance, esse tipo de reclamação persiste. Quer uma solução, ao menos temporária, para ampliar o tempo de uso do celular? Recorra a apps para poupar bateria.

Alguns aplicativos podem ajudar nessa tarefa, controlando o gasto de energia e de uso de dados no smartphone. Além disso, cuidados e medidas básicas no dia a dia com o celular também ampliam a duração da carga.

Soluções suspendem aplicativos e conexões, ampliando tempo de uso do celular.

Como poupar bateria com apps

Para quem tem muitos apps instalados no smartphone, principalmente redes sociais que continuam em funcionamento mesmo com o aparelho em repouso, baixar aplicações específicas para poupar bateria é uma boa solução. Conheça as principais opções disponíveis para aparelhos com o sistema Android:

Meu Economizador de Bateria

Esse app oferece ajustes personalizados para poupar bateria e ainda permite agendar um horário para ativar o modo de economia, com especificações como desligar wi-fi, diminuir luminosidade da tela e não emitir notificações. Ele também mostra informações como condições da bateria, temperatura e nível da carga.

DU Battery Saver

Além de mostrar a carga atual da bateria e uma estimativa de quanto tempo ela ainda vai durar, o app oferece atalhos para encerrar os aplicativos e as conexões que estejam consumindo mais energia. Também permite criar ajustes personalizados que reduzem o consumo de bateria. Ele promete melhorar em até 50% a duração da bateria.

Greenify

O diferencial desse app é o modo Hibernar, que mostra uma lista com todos os aplicativos e permite colocá-los para “descansar”. Enquanto estão hibernando, os aplicativos não conseguem funcionar no plano de fundo, ou seja, não voltam a funcionar automaticamente após serem desligados, como acontece com muitos apps.

Deep Sleep

A principal função é o modo Deep Sleep, ou “sono profundo”. Com ele, o dispositivo interrompe todas asconexões 3G e wi-fi, além de todos os aplicativos que rodam no fundo. As configurações permitem personalizar quais apps são suspensos e quando o smartphone deve acordar para sincronizar os dados.

Poupe bateria além dos apps

Além dos apps que ajudam a poupar bateria, outras medidas também são importantes. Confira as dicas:

  • Diminuir a luminosidade da tela e o tempo do chamado “modo repouso”, que é o tempo que a tela fica acesa até bloquear.
  • Desativar as atualizações e sincronizações automáticas de aplicativos, principalmente redes sociais, também economiza energia. Os apps podem ser atualizados manualmente na hora que o usuário preferir, economizando também o plano de dados.
  • Colocar o smartphone em Modo Avião desliga todas as conexões com as redes de celular ou wi-fi. O recurso pode ser usado quando não é preciso fazer ligações ou se conectar à internet, gerando uma grande economia de bateria.

Você vai se interessar por:

Mais carga, um desejo comum

O desejo de contar com uma bateria de longa duração já foi identificado em diferentes pesquisas de opinião, como a da GMI, que apurou que 89% dos entrevistados consideram esse aspecto como o mais importante em um smartphone. Com percentual semelhante, 80% de internautas que responderam ao levantamento do site de tecnologia MacMagazine informaram que gostariam de um celular com melhor bateria.

Gostou das dicas para poupar bateria? Compartilhe!

WhatsApp caiu? 10 alternativas ao WhatsApp bloqueado

Por algumas vezes no último ano o whatsapp ficou bloqueado para usuários do Brasil. Na ocasião, o aplicativo mais baixado do país, ficou fora do ar por mais de 24 horas, atendendo a uma determinação judicial.

Usuários acostumados a trocar mensagens instantâneas pelo smartphone tiveram que encontrar alternativas ao WhatsApp.

Se você não se imagina nos dias atuais ficar  sem teclar com amigos, colegas e familiares pelo celular, ou precisa da ferramenta para seu trabalho, é bom conhecer opções de função semelhante. Quem sabe você não gosta delas e faz a troca permanente?

Opções não faltam para você manter a comunicação por mensagens instantâneas.

10 alternativas se o WhatsApp caiu

Seja por motivos pessoais ou profissionais, você pode enfrentar dificuldades com o bloqueio do WhatsApp. Para não perder contato com pessoas queridas ou mesmo deixar que isso atrapalhe seus negócios, confira 10 apps que se candidatam a alternativas.

Telegram

Esse é o principal postulante a substituir o WhatsApp. Assim como o app mais famoso, o Telegram permite a comunicação por texto, vídeo e imagens. Como recurso adicional, é possível compartilhar documentos em formatos diversos, como pdf e doc. É totalmente gratuito e sem propagandas.

Viber

Há quem o considere o Viber como a melhor opção para substituir o WhatsApp. E um fato que colabora para isso é a sua disponibilidade em vários sistemas operacionais – não apenas nos tradicionalmente mais utilizados. Funciona de forma muito semelhante: usa o número do seu telefone como informação de contato e possibilita desde a troca de mensagens a chamadas.

Facebook Messenger

O app está ligado ao Facebook, mas funciona de forma parecida ao WhatsApp. Com ele, você pode trocar mensagens de texto, voz e emoticons. O ponto negativo é que só é possível conversar com contatos de sua rede social.

Aprenda a fazer download de vídeos do Facebook

Hangouts

Quem tem uma conta Google, pode contar com essa opção, que tem também quase todos os recursos do WhatsApp. Permite a troca de mensagens por texto, criar grupos e até realizar videoconferências. Como recurso extra, adicionou o serviço de envio de mensagens no formato SMS.

Skype

Com nova versão para Android, o programa de mensagens da Microsoft ganha ainda mais popularidade. Nascido para computadores, ele migrou para dispositivos móveis, onde também oferece a possibilidade de trocar mensagens por texto ou vídeo – esse, aliás, é o recurso de destaque do app. Ponto negativo é o excesso de propagandas.

WeChat

O “WhatsApp chinês” faz tudo o que o original faz e com um bônus: a função “Olhar ao Redor” possibilita ao usuário encontrar pessoas próximas. O app também se contecta ao Facebook, permitindo que seus contatos o localizem de forma rápida.

Line

Os stickers, simpáticas figurinhas, são o diferencial desse aplicativo, trazendo mais diversão para a conversação. Permite troca de mensagens de texto e também faz chamadas. Tem como diferencial a plataforma QR Code acoplada. Mas peca ao não mostrar quando um amigo está online.

KaKaoTalk

Pouco popular no Brasil, mas cheio de funcionalidades: oferece mensagens de texto, de voz, com imagens, áudios e ainda compartilha eventos e contatos. Uma facilidade é que o app sincroniza automaticamente os números da agenda do usuário, adicionando-os à lista do aplicativo.

Kik Messenger

Opção um pouco mais limitada, pois conta com a troca de mensagens de texto, por voz e por imagens de forma instantânea, mas não oferece a possibilidade de fazer chamadas.

Groupme

Entre as alternativas ao WhatsApp, esse aplicativo é indicado para quem gosta de conversas em grupo. Troca mensagens instantâneas pela internet ou via SMS. Ou seja, mesmo offline, ele segue funcionando (e cobrando pelo envio nesses casos, claro). Não oferece a possibilidade de conversa individual.

Por que o WhatsApp foi bloqueado?

Se você busca alternativas ao WhatsApp, deve estar se perguntando: afinal, por que o app foi bloqueado? Segundo nota do Tribunal de Justiça de São Paulo, a determinação partiu da 1ª Vara Criminal de São Bernardo do Campo, a partir de processo que corre em segredo de justiça.

A informação é que o WhatsApp não atendeu a uma determinação judicial em julho e também a nova notificação, em agosto. “O Ministério Público requereu o bloqueio dos serviços pelo prazo de 48 horas, com base na lei do Marco Civil da internet, o que foi deferido pela juíza Sandra Regina Nostre Marques”, diz a nota.

Segundo o site Consultor Jurídico, a origem do bloqueio estaria na prisão de um homem acusado de latrocínio, tráfico de drogas e associação ao Primeiro Comando da Capital (PCC) pela Polícia Civil de São Paulo, em 2013. Nas investigações, a Justiça solicitou ao Facebook, proprietário do WhatsApp, o acesso a informações e dados de usuários do aplicativo, mas não foi atendida.

Liminar autoriza desbloqueio nesta quinta

No início da tarde de hoje (17/12), uma liminar do desembargador Nilson Xavier de Souza, da 11ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo, determinou a liberação do WhatsApp. Uma comissão formada pelo desembargador e outros dois colegas do TJSP ainda deve julgar a questão. Se for improcedente, o bloqueio pode voltar. Mas, vale considerar que o TJSP entra em recesso a partir desta sexta-feira (18/12). Portanto, os prazos ficam suspensos e as atividades são retomadas em 18 de janeiro.

« Older posts

Copyright © 2019 Lupa Digital

Arka Conteúdo